A escritora Luísa Costa Gomes venceu o prémio literário Urbano Tavares Rodrigues, pela sua obra “Florinhas de Soror Nada”, publicada em 2018 pela D. Quixote. Luísa Costa Gomes nasceu em 1954 e é formada em filosofia pela Faculdade de Letras de Lisboa. Desde “Treze Contos de Sobressalto”, o seu primeiro livro publicado em 1981, a autora escreveu já 18 obras, que lhe valeram vários prémios e traduções no estrangeiro.

O prémio Urbano Tavares Rodrigues é atribuído bienalmente, em alternância com o prémio de poesia António Gedeão, ganho em 2018 por Daniel Jonas e em 2016 por Nuno Júdice. O prémio Urbano Tavares Rodrigues foi, em 2017, entregue a Isabela Figueiredo pelo romance “A Gorda”. A escritora, que este ano verá o seu “Caderno de Memórias Coloniais” editado na Alemanha, esteve no ano seguinte, a convite da Embaixada de Portugal / Camões Berlim, nas feiras do livro de Leipzig e Frankfurt e obteve a III Bolsa de Residência Literária deste Centro Cultural.