A terceira edição alemã do Jornal de Letras (JL), inteiramente dedicada à literatura em língua portuguesa, já está em distribuição nas bibliotecas, leitorados, livrarias e outros espaços culturais da Alemanha.

Pensado para o público alemão, em particular, editores, estudantes e docentes de língua e literaturas portuguesas e público em geral interessado na lusofonia, este JL, sob o título “Literarischer Herbst” (“Outono literário”), relembra os poetas Jorge de Sena e Sophia de Mello Breyner, cujos centenários são celebrados este ano. Contém, ainda, textos biográficos de Manuel António Pina, Mário Cláudio e Teolinda Gersão, uma entrevista a José Luís Peixoto e colunas literárias de Rui Zink, Valter Hugo Mãe, Isabel Rio Novo e Filipa Martins. A encerrar, uma antologia de poemas de Natália Correia, Sophia, Manuel Alegre, Fiama Hasse Pais Brandão, Pedro Tamen, Fernando Pessoa e Matilde Campilho. Na contracapa, uma crónica de João Barrento sobre as pontes entre as literaturas portuguesa e alemã.

As edições especiais do JL em alemão são uma iniciativa do Camões – Centro Cultural em Berlim e da Embaixada de Portugal na Alemanha, em colaboração como JL, que se insere no âmbito mais alargado do projeto Portugal País Convidado da Feira do Livro de Leipzig 2021, projeto no qual cooperam várias instituições dos Ministérios dos Negócios Estrangeiros, Cultura e Economia como o Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) e o Turismo de Portugal. O primeiro número foi lançado em outubro de 2018 na Feira do Livro de Frankfurt, quando se comemorava o 20º aniversário da atribuição do Prémio Nobel a José Saramago. A segunda edição surgiu no âmbito da quarta participação consecutiva de Portugal na Feira do Livro de Leipzig, no passado mês de março. Até à presença como País Convidado em 2021, estão previstas outras três edições especiais em alemão.

Na sua rúbrica “Kulturdiplomatie”, a adida cultural e diretora do Camões em Berlim, Ana Patrícia Severino, sublinha que o contexto da presença como País Convidado da Feira do Livro de Leipzig, no mesmo semestre em que Portugal assume a presidência do Conselho da União Europeia, constituiu uma “oportunidade única […] para um impacto na projeção internacional da cultura portuguesa em todas as suas vertentes”.

Fundado em 1981, o Jornal de Letras é o veículo em Portugal que, de forma consistente, desde então, por excelência promove as literaturas de língua portuguesa, razão pela qual faz todo o sentido associá-lo ao projeto Portugal País Convidado na Feira do Livro de Leipzig.