Miguel Cardoso

Personalidades Literatura

Miguel Cardoso ensina, traduz e escreve em Lisboa, onde nasceu em 1976. É membro do coletivo Unipop e colaborador na revista Imprópria. Tem poemas, ensaios e outros textos publicados em diversas antologias e periódicos. Traduziu Letters against the firmament, do poeta inglês Sean Bonney (Douda Correria, 2016) e publicou seis livros de poesia: Que se diga que vi como a faca corta (Mariposa Azual, 2010), Pleno Emprego (Douda Correria, 2013), Os engenhos necessários (&etc, 2014), Fruta Feia (Douda Correria, 2014), À barbárie seguem-se os estendais (&etc, 2015) e Víveres (Tinta-da-China, 2016).

Em 2017, Miguel Cardoso fez parte da delegação de autores de língua portuguesa na Feira do Livro de Leipzig.

Conteúdo Relacionado